Rocket Barbearia: Mais do que um corte de cabelo, uma experiência
 
Domingo, 26 de Maio de 2019 Fale Conosco Redação: (45) 9.9800-7080

Acusados pela morte de Marielle e Anderson vão para presídio federal

Brasil | 15/03/2019 | 00:33 |
| Fotos: Divulgação |
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Os dois acusados pela morte da vereadora Marielle Franco e do motorista Anderson Gomes vão ser transferidos para um presídio federal. O pedido foi feito nesta quinta-feira (14) pelo Ministério Público (MP) e deferido pela Justiça.

De acordo com a assessoria do MP, a motivação do pedido foi ligada à questão de segurança pública. O presídio federal que receberá o ex-sargento da Polícia Militar Ronnie Lessa e o também ex-PM Élcio Queiroz será definido pelo Departamento Penitenciário Nacional (Depen). Eles estão presos desde o dia 12 na Delegacia de Homicídios, na Barra da Tijuca.

Em audiências de custódia realizadas na tarde de hoje (14), a Justiça converteu em prisões preventivas as prisões em flagrante de Elcio e Ronnie. Alexandre Mota, que guardava em sua casa partes de 117 fuzis, teve prisão preventiva por porte e posse de arma de fogo de uso restrito.

Queiroz e Lessa foram presos sob suspeita de serem os assassinos de Marielle e Anderson, além de terem cometido tentativa de homicídio contra a assessora Fernanda Chavez, que estava no carro e sobreviveu aos disparos, realizados há exatamente um ano.

PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
INSCREVA-SE NA NOSSA NEWSLETTER E RECEBA AS PRINCIPAIS NOTÍCIAS POR E-MAIL