Rocket Barbearia: Mais do que um corte de cabelo, uma experiência
 
Domingo, 26 de Maio de 2019 Fale Conosco Redação: (45) 9.9800-7080

Ciclone deixa mais de 120 mortos e 1 milhão de afetados em Moçambique e no Malaui

Mundo | 15/03/2019 | 00:47 |
| Fotos: Emidio Josine/AFP |
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O impacto do ciclone tropical Idai causou pelo menos 122 mortes e deixou mais de 1 milhão pessoas afetadas em Moçambique e no Malaui desde o começo de março, informou nesta quinta-feira (14) o Escritório das Nações Unidas para a Coordenação de Assuntos Humanitários (Ocha).

Em Moçambique, o ciclone tocou o solo nesta quinta-feira, na cidade de Beira (sudoeste), onde vivem cerca de 700 mil pessoas, por volta das 23 horas (18 horas em Brasília).

Mas desde o início do mês 66 pessoas morreram, 111 ficaram feridas e 141 mil já foram afetadas por inundações provocadas pelo Idai no país, de acordo com o Ocha. No vizinho Malaui, 56 morreram, 577 ficaram feridos e 922.900 pessoas foram afetadas pelos danos gerados pelo ciclone.

Ainda segundo o Ocha, as previsões indicam que o Idai provocará fortes ventos e chuvas nas províncias moçambicanas de Zambézia, Sofala, Manica e Inhambane desta quinta até domingo.

Segundo o Instituto Nacional de Meteorologia de Moçambique, as previsões eram de que os ventos seriam de 200 a 220 km/h e as chuvas poderiam atingir 150 milímetros em 24 horas.

O Governo da província de Sofala decretou recolher obrigatório nos distritos de Muanza, Cheringoma, Búzi, Dondo e Beira, a partir das 11 horas desta quinta, e cancelou as aulas, determinando que os alunos permaneçam em suas casas.

Potentes ventos e intensas chuvas poderiam castigar também o leste do Zimbábue e o sul do Malaui nos próximos dias, segundo o Escritório da ONU, que informou que existe "uma resposta humanitária em andamento" para ajudar os afetados.

PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
INSCREVA-SE NA NOSSA NEWSLETTER E RECEBA AS PRINCIPAIS NOTÍCIAS POR E-MAIL