Domingo, 22 de Setembro de 2019 Fale Conosco Redação: (45) 9.9800-7080
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Com salários atrasados, jogadores se recusam a entrar em campo e Figueirense sofre WO

Esporte | 21/08/2019 | 10:23 |

O que já era esperado há algumas semanas foi concretizado na noite de terça-feira (20). Com salários atrasados, os jogadores do Figueirense se recusaram a entrar em campo para o duelo diante do Cuiabá, em Mato Grosso, pela 17ª rodada do Campeonato Brasileiro, e fizeram com que o clube tomasse o WO.

A delegação do Figueira até chegou a ir para a Arena Pantanal, mesmo com atraso, mas, após uma conversa no vestiário, os atletas optaram por não jogar. Cumprindo o protocolo, o árbitro Pathrice Maia esperou por 30 minutos para iniciar o duelo marcado para as 21h30 (de Brasília) antes de decretar o WO.

Os jogadores ainda não receberam os direitos de imagem dos últimos dois meses e o salário de julho, mas esperavam pelo pagamento nesta terça-feira para disputar o jogo. Como não houve um contato da diretoria, decidiram por boicotar a partida.

“O pedido dos atletas era para que os salários e os direitos de imagem fossem pagos no final da tarde de hoje. O prazo se esgotou e não houve nem resposta por parte da diretoria. Os jogadores até se comprometeram em jogar caso o presidente firmasse um documento se comprometendo a quitar os atrasados até o dia 28. Caso não quitasse, ele pediria afastamento da diretoria executivo. Essa reivindicação foi rechaçada. Os atletas entendiam que isso seria um motivo para jogar, mas a diretoria não demonstrou nenhum tipo de boa vontade”, disse Felipe Rino, advogado dos atletas, ao Premiere.

Além dos atrasos com os vencimentos do time profissional, que não realizou nenhum treinamento para enfrentar o Cuiabá, o clube deve para funcionários e atletas da base. A administração do time é responsabilidade da Elephant, uma empresa privada.

Com o WO confirmado, o Figueirense será julgado Superior Tribunal de Justiça Desportiva com base no Artigo 203 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva por “deixar de disputar uma partida sem justa causa”. Desse modo, o clube pode ser multado entre R$ 100 e R$ 100 mil, além de ter a derrota por 3 a 0 confirmada. Se a equipe reincidir na ocorrência, poderá ser excluída da Série B.

 

NOTA DO CLUBE:

O Figueirense Futebol Clube comunica que a decisão de promover o W.O. na partida da Série B do Campeonato Brasileiro desta terça-feira, 20 de agosto, contra o Cuiabá, em Mato Grosso, é exclusiva dos jogadores profissionais relacionados para o confronto. Vale ressaltar que a comissão técnica se apresentou normalmente para a disputa e o setor de logística do Alvinegro promoveu todos os procedimentos prévios para entrada em campo dos atletas.

| Fotos: Matheus Dias/Figueirense |
Conteúdo patrocinado abaixo
PUBLICIDADE
Grupo do Toledo News no WhatsApp
Receba as principais notícias do dia direto no seu celular.
INSCREVA-SE NA NOSSA NEWSLETTER E RECEBA AS PRINCIPAIS NOTÍCIAS POR E-MAIL
Reserve agora mesmo um apartamento no maior edifício do Oeste do Paraná!
Procurando por atendimento digno na área da saúde com baixo custo? Clique aqui
Aposte nestes chás funcionais para emagrecer. Entrega grátis em Toledo
Precisando pintar o carro? Conheça os serviços do Almir - Preparação e Pintura Automotiva
Promoção: Três copos de chope por apenas 10 reais na Vip Espetinhos e Hamburgueria de Toledo!