Don Kebab: A 1ª Kebaberia de Toledo, com o sabor da Turquia que ganhou o mundo
 
Terça-Feira, 23 de Abril de 2019 Fale Conosco Redação: (45) 9.9800-7080

Deyverson passa por tratamento psicológico e recebe ''ultimato'' de Felipão

Esporte | 12/02/2019 | 07:32 |
| Fotos: Daniel Vorley/AGIF |
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O período afastado dos gramados pelo qual Deyverson vai passar nas próximas semanas deverá servir para que o atleta busque uma melhora em seu comportamento e mostre para a comissão técnica do Palmeiras que tem condições de seguir no grupo sem prejudicar a equipe. O centroavante, punido com seis jogos de gancho no Campeonato Paulista por cuspir no corintiano Richard, passa por tratamento psicológico e recebeu um "ultimato" do técnico Luiz Felipe Scolari.

"Se ele (Deyverson) aprendeu alguma coisa, volta com o status que eu sempre dei a ele. Se não aprendeu, ele não volta, não. Não adianta, chega. Se aprendeu, ok. Dá uma chance, mas tem que ver se aprendeu. Temos setenta jogos no ano ainda, aí não vai dar. Depois vamos esperar as atitudes, durante a semana e o mês", disse Felipão após a vitória por 2 a 0 sobre o Bragantino na última segunda-feira (11).

Expulso pela quinta vez desde sua chegada ao Verdão, Deyverson tem feito terapia com um psicólogo para tentar acalmar os ânimos. Querido no vestiário, o jogador de 27 anos nunca escondeu que tem dificuldade para se controlar em momentos quentes dentro de campo. A diretoria e a comissão técnica sempre tentaram apoiá-lo, definindo-o como um "bom menino" que, às vezes, se empolga demais.

A postura do Palmeiras, além do lado humano, se explica pelo fato de o jogador ser um ativo importante do clube. Deyverson foi contratado do Levante, da Espanha, em 2017, por cerca de R$ 18 milhões, com dinheiro da Crefisa. Esse valor, que hoje já é maior devido à correção monetária, se transformou em dívida depois da mudança dos contratos com a patrocinadora no começo do ano passado. Além disso, ele recebe um alto salário, de R$ 347 mil.

O clube também sempre se esforçou para valorizar Deyverson no elenco e rechaçar especulações envolvendo uma possível saída do jogador ou a chegada de novos centroavantes. A paciência com as atitudes destemperadas do camisa 16, porém, parece estar chegando ao limite. Além das palavras duras de Felipão, que é fã do futebol do atleta, o clube multou o jogador em R$ 350 mil depois de sua última expulsão.

Deyverson foi peça importante na conquista do Campeonato Brasileiro do ano passado e chegou até a ter seu comportamento elogiado por Felipão no começo da atual temporada, até que a expulsão contra o Corinthians trouxe todos os problemas à tona. Até mesmo a torcida, que tinha transformado o atacante em uma espécie de xodó, voltou a criticá-lo, com uma parcela expressiva pedindo até seu afastamento. Agora, com um período de molho, ele terá mais uma oportunidade de se recuperar.

PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
INSCREVA-SE NA NOSSA NEWSLETTER E RECEBA AS PRINCIPAIS NOTÍCIAS POR E-MAIL