Don Kebab: A 1ª Kebaberia de Toledo, com o sabor da Turquia que ganhou o mundo
 
Segunda-Feira, 22 de Abril de 2019 Fale Conosco Redação: (45) 9.9800-7080

Vereador Adelar Neumann deve ser transferido a Foz do Iguaçu nesta semana

Marechal Cândido Rondon | 11/02/2019 | 15:12 |
| Fotos: Arquivo/OP |
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O vereador rondonense Adelar Neumann (DEM) pode ser transferido nos próximos dias da Delegacia da Polícia Civil de Marechal Cândido Rondon à Penitenciária de Foz do Iguaçu. Na última quinta-feira (07), o promotor da 2ª Promotoria de Justiça da comarca rondonense, com atuação na área criminal, doutor Carlos Alberto Dias Torres, apresentou pedido solicitando a transferência do vereador.

No mesmo dia, o juiz criminal Clairton Mario Spinassi despachou autorizando a transferência, sendo que a assinatura foi confirmada sexta-feira (08), abrindo prazo para que a Vara de Execuções Penais e Corregedoria dos Presídios da Comarca de Foz do Iguaçu seja comunicada e autorize a transferência.

 

PEDIDO

O pedido da transferência de Neumann está embasado pelo fato do preso ser agente político, portador de diploma de curso superior e pessoa pública, além da ausência de cela separada dos presos comuns na carceragem local. Neumann se encontra preso desde o último dia 04 na Delegacia da Polícia Civil rondonense.

 

DESDOBRAMENTOS

A prisão do edil gerou inúmeros desdobramentos, entre eles a solicitação da prisão preventiva; pedidos de cassação do mandato interpostos pelo advogado Antonio Marcos de Aguiar e pelo promotor Torres; pedido de apuração dos fatos à Câmara, apresentado pelo vereador Vanderlei Sauer; abertura de inquérito na Câmara Municipal, de parte do presidente do Legislativo, Claudio Köhler; assim como processo de expulsão de Neumann do DEM, solicitado pelo presidente da sigla, prefeito Marcio Rauber.

 

PRISÃO

O vereador Neumann foi preso por volta das 12 horas do dia 04, flagrado recebendo em torno de R$ 2 mil provenientes do repasse de 50% do salário de um servidor municipal indicado por ele.

A ação foi realizada pelo Núcleo de Foz do Iguaçu do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), em trabalho conjunto com a 2ª Promotoria de Justiça. O edil é acusado dos crimes de extorsão, concussão e tráfico de influência.

 

SEGURO-DESEMPREGO

Em 2017, a ONG Vigilantes da Gestão denunciou o vereador Neumann por suposto esquema de compra de votos visando à eleição municipal de 2016.

O parlamentar foi gerente da Agência do Trabalhador, na gestão do ex-prefeito, e teria utilizado o cargo para liberar parcelas do seguro-desemprego para pessoas que recusavam vagas de trabalho, o que é considerado proibido por lei.

PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
INSCREVA-SE NA NOSSA NEWSLETTER E RECEBA AS PRINCIPAIS NOTÍCIAS POR E-MAIL