Domingo, 24 de Março de 2019 Redação: (45) 9.9800-7080

Após massacre em Suzano, governo do Paraná promete reforçar segurança em escolas com PMs da reserva

Paraná | 14/03/2019 | 14:09 |
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O governo do Paraná promete que vai reforçar a segurança nas instituições da rede estadual de ensino, após o massacre em uma escola de Suzano, em São Paulo, em que dez pessoas morreram.

De acordo com a administração estadual, será colocado em prática o programa Escola Segura, que prevê uma série de medidas preventivas e protetivas de segurança que serão executadas nas escolas estaduais do Paraná.

Entre as ações, o programa prevê a contratação de policiais militares da reserva para que cuidem da segurança dos colégios.

Segundo a Secretaria de Educação (Seed), 120 PMs da reserva começarão a atuar em escolas de Foz do Iguaçu, no oeste do estado, e em Londrina, no norte do Paraná, no primeiro semestre deste ano.

No plano de governo do governador Ratinho Junior, o programa Escola Segura prevê que mais de 2 mil policiais sejam chamados para o patrulhamento na rede de ensino.

De acordo com a Seed, os policiais do programa atuarão em conjunto com as ações do Batalhão da Patrulha Escola Comunitária (BPEC), que já atua nas escolas do estado.

O governo do Paraná afirmou que dará mais detalhes sobre o programa nesta sexta-feira (15).

PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
INSCREVA-SE NA NOSSA NEWSLETTER E RECEBA AS PRINCIPAIS NOTÍCIAS POR E-MAIL
Participe do nosso grupo no WhatsApp