Sua empresa vai fazer alguma promoção? Anuncie ela neste espaço
 
Quarta-Feira, 19 de Junho de 2019 Fale Conosco Redação: (45) 9.9800-7080

Facebook deve lançar sua criptomoeda em 2020, diz reportagem

Tecnologia | 24/05/2019 | 14:59 |
| Fotos: Divulgação / Olhar Digital |
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O Facebook está planejando lançar sua criptomoeda no primeiro trimestre do ano que vem, diz reportagem da BBC. A empresa deve revelar mais detalhes sobre a moeda neste verão, antes do início do teste, em 2019. Ela é chamada internamente de "GlobalCoin" e estará disponível em 12 países no seu lançamento. 


O objetivo é fornecer para as pessoas pagamento acessível, seguro e sem a necessidade de uma conta bancária. Mas, a moeda ainda deve passar por vários obstáculos regulatórios antes de ser lançada. De acordo com a BBC News , no mês passado, o CEO do Facebook, Mark Zuckerberg, se reuniu com o presidente do Banco da Inglaterra, Mark Carney, para discutir as oportunidades e os riscos da moeda digital planejada.

No entanto, a rede social pode enfrentar problemas mais sérios na Índia, que adota uma reação hostil em relação às moedas virtuais. Além de ser um país populoso, a Índia também é um foco de atuação para a moeda, já que o Facebook quer que trabalhadores indianos no exterior possam enviar dinheiro para suas famílias usando o WhatsApp.

A empresa também tem conversado com o Tesouro dos EUA, assim como com companhias de transferência de dinheiro como a Western Union, para discutir questões operacionais e regulatórias relacionadas à criptomoeda.

A primeira informação que tivemos sobre a criptomoeda foi em maio do ano passado, quando foi noticiado que David Marcus, que anteriormente atuou no conselho de diretores da Coinbase e foi presidente do PayPal entre 2012 e 2014, iria liderar a nova divisão da empresa.

Especulações informam que a criptomoeda deve ter seu valor indexado à moeda norte-americana, para que se mantenha estável. No entanto, mesmo sem a volatilidade associada à maioria das criptos, o Facebook ainda terá muito trabalho a fazer para que seus usuários confiem na GlobalCoin após sofrerem anos de escândalos que mancharam sua imagem pública.

 


PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
INSCREVA-SE NA NOSSA NEWSLETTER E RECEBA AS PRINCIPAIS NOTÍCIAS POR E-MAIL