Egressa do curso de Licenciatura em Matemática da UTFPR - Toledo é admitida em doutorado na Geórgia (EUA)


Foto: Divulgação - UTFPR

A egressa Giovanna de Oliveira Moreira, do curso de Licenciatura em Matemática da UTFPR - Campus Toledo (2015-2019), após finalizar o mestrado em Modelagem Computacional na Universidade Federal do Rio Grande (FURG)/(2022-2023), foi admitida neste ano de 2023, no doutorado em Estatística da Universidade da Geórgia (EUA).

Segundo o professor Emerson Tortola, a egressa, durante a sua graduação, "participou de atividades como o Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência (Pibid), o Programa de Residência Pedagógica (PRP) e o Programa Institucional de Voluntariado em Iniciação Científica (PIVIC). Além disso, participou e apresentou trabalhos em eventos científicos como a Semana Acadêmica da Matemática (SEMAT) e o Encontro de Iniciação Científica (ENDICT) da UTFPR - Campus Toledo, e o Seminário de Iniciação Científica e Tecnológica da UTFPR, entre outros."

Na sequência de sua graduação, entrou para o Mestrado em Modelagem Computacional na FURG e neste ano foi aprovada no Doutorado em Estatística da Universidade de Geórgia (PhD in Statistics, University of Georgia).

Giovanna, ao descrever sobre o processo de inscrição e aprovação no doutorado na universidade americana, relata: "Desde o começo do meu mestrado, o pensamento de seguir para o doutorado era certo! Seja no tcc ou na dissertação, o meu maior contato foi a área estatística. A opção de cursar o doutorado fora do país nunca me pareceu real, eu acreditava que só os melhores alunos, das melhores universidades, eram capazes, e, ainda, achava que isso não era para mim. Procurei em mais de 150 universidades que possuíam programas de PhD na minha área, sempre focando nos Estados Unidos. A partir disso, selecionei as que me interessavam e avaliava diariamente o perfil dos professores e de suas pesquisas, até que encontrei a University of Georgia, o departamento de estatística, e mandei um e-mail para o professor que mais me chamou atenção. Ele prontamente me respondeu, avaliou meu currículo e disse que eu seria uma boa opção para o grupo de pesquisa dele. Assim comecei todo o processo: proficiência em inglês, tradução de documentos e um longo e angustiante período de espera até o tão sonhado aceite."

Receba Notícias no seu WhatsApp!
Participe do grupo do Toledo News
Últimas notícias