Lewis Hamilton foi craque dentro e fora da pista no último domingo em Interlagos


Foto: Toledo News

A genialidade de Lewis Hamilton dentro das pistas de Fórmula 01 já é conhecida por todos que acompanham a maior categoria do automobilismo mundial, mas ele faz questão de relembrar isso a cada nova corrida, a cada curva, a cada reta, a cada pisada no acelerador, porém no último domingo, 14, em Interlagos ele também foi genial fora da pista.

Após a grande vitória conquistada em solo brasileiro o heptacampeão mundial simplesmente repetiu um gesto do nosso maior ídolo Ayrton Senna. Ele pegou a bandeira do Brasil e saiu com ela em seu carro, a cada centímetro de pista que passava, a bandeira tremulava cada vez mais e a torcida se contagiava com a linda atitude.

 

Telespectadores, jornalistas, torcedores e, amantes do automobilismo se emocionaram com a cena! Não tinha como não lembrar de Ayrton e recordar com saudade o passado glorioso do Brasil na Fórmula 01. Parecia um déjà-vu, uma recordação de momentos épicos que os brasileiros passaram com o ídolo que se foi.

Nas redes sociais foram vários brasileiros postando a cena. Praticamente todos relataram emoção e orgulho de ser brasileiro, algo que parece ter sido resgatado em uma atitude simples, mas grandiosa de um inglês.

Assim como nós brasileiros, Lewis Hamilton também era fã de Ayrton Senna. Para Hamilton, Senna sempre foi o melhor e o exemplo a ser seguido na categoria e isso fez com que ele criasse uma intimidade com o Brasil, local que coincidentemente também foi o palco do seu primeiro e mais emocionante título mundial.

As bonitas atitudes do piloto inglês seguiram no pódio. Primeiro, ele subiu para receber o seu troféu ainda com a bandeira do Brasil e com ela seguiu até o fim da premiação, mais uma vez a memória de Ayrton Senna da Silva nos veio à mente.

Mas calma aí, sim. Ainda teve mais! Para encerrar o momento com chave de ouro, Hamilton chamou um engenheiro brasileiro para receber pela Mercedes o troféu de equipe vencedora da corrida. Trata-se do engenheiro sênior Leonardo Donisete da Silva, que está na equipe alemã desde 2017. Ele recebeu o prêmio e ainda foi levantado por Hamilton e Bottas. E a nossa bandeira, a nossa bandeira, ela não saia do lugar mais alto do pódio!

Genialidade dentro da pista

Dentro da pista Lewis foi mais uma vez genial, magistral, impecável e vários outros adjetivos que eu poderia enumerar aqui, mas me faltariam caracteres para tanto. Enfim… O final de semana começou com um ótimo tempo e a liderança no treino livre, no entanto uma irregularidade de 00,02 mm na asa o fez perder 19 posições na corrida sprint. 

Na corrida sprint a genialidade voltou a aparecer e em pouco mais de 20 voltas ele saiu do 20º lugar para terminar na íncrivel 5ª colocação.

E finalmente chegou o domingo de corrida em Interlagos e quando as luzes vermelhas se apagaram o show começou. Lewis havia perdido cinco posições no grid pela troca do motor e largou em 10º lugar.

Em apenas cinco voltas a lenda já tinha passado sete adversários e apontava em 3º lugar. Nesse momento da corrida a Red Bull tinha Max Verstappen em 1º e Sérgio Perez em 2º, enquanto a Mercedes tinha Lewis Hamilton em 3º e Valtteri Bottas em 4º, e foi nesse momento que Hamilton disse a seguinte frase no rádio em conversa com a equipe “Fala para o Valtteri encostar em mim. Nós vamos para cima desses caras”, exclamou o britânico.

Depois de uma longa disputa Hamilton conseguiu deixar Perez para trás. Aí só restava Verstappen à sua frente.

Depois disso veio a perseguição ou a caça a Verstappen e a ultrapassagem chegou algumas voltas mais tarde. Hamilton passou e abriu vantagem, uma vez que o seu adversário procurou não se arriscar e pensou no longo prazo do Campeonato.

Com a vitória em Interlagos, Hamilton está 14 pontos atrás de Verstappen e ainda tem as corridas do Qatar, Arábia Saudita e Emirados Árabes Unidos para tentar o oitavo título mundial. Essa foi a vitória de número 101 da carreira de Lewis Hamilton, o piloto com mais vitórias na história da categoria.

* As informações contidas nos artigos de colunistas, não necessáriamente, expressam a opinião do Toledo News.

Kelvin Polasso

Kelvin Polasso é jornalista, formado em 2018 no Campus de Toledo do Centro Universitário FAG. Atualmente cursa marketing no Centro Universitário Uningá. No momento atua na área jornalística e tem experiência na cobertura de eventos esportivos em Toledo e no Paraná. Kelvin não esconde o seu amor, paixão e entusiasmo quando fala sobre esporte e também deixa evidente que torce pelo Grêmio, mas podem ficar tranquilos que quando houver alguma análise a sua ‘alma castelhana’ não irá pesar.